Cidade Pedra Branca, Palhoça (SC) 23/11/2021 – O plano define as responsabilidades de todos, da gestão do Passeio, comerciantes e prestadores de serviços para alcançar a meta de sustentabilidade da região

O Programa Pedra Branca Lixo Zero tem como foco garantir que os resíduos gerados pelas operações do Passeio sigam para os seus destinos adequados.

O consumo de lixo por pessoa no Brasil subiu cerca de 12,4 milhões de toneladas comparando os anos de 2010 e 2020. As coletas seletivas ainda não são realizadas em todas as cidades e/ou não contam com uma estrutura definitiva de gestão desses resíduos, impactando diretamente na sustentabilidade.

Segundo o Relatório de Sustentabilidade – feito pela ABRACES – os shoppings, por exemplo, coletam quase 20 mil toneladas de lixo por mês. Com foco no futuro sustentável da Cidade Pedra Branca, localizada em Palhoça (SC), o Grupo Pedra Branca criou o projeto Lixo Zero em parceria com a Zero Waste International Alliance.

A geração de lixo residencial também cresce no país. As informações disponibilizadas no Panorama dos Resíduos sólidos no Brasil 2020, pela ABRELPE (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais), relatam que em 2019 apenas 63,6% dos municípios no norte do Brasil tinham iniciativas de coleta seletiva, porcentagem que chegava a 90,9% na região sul. Contabilizando todos os municípios do Brasil com a devida coleta, chega-se a 73,1%.

Em diversas áreas do Brasil ainda não existe uma coleta seletiva do lixo gerado. Com a parcela do lixo descartado incorretamente, os impactos ambientais negativos são gerados com maior velocidade, dificultando, assim, os descartes que acontecem de forma correta e o desenvolvimento do meio ambiente.

A fim de conscientizar a população, o foco de muitos programas de sustentabilidade é a redução da produção de lixo. Pequenas mudanças de hábitos, como a troca das sacolas descartáveis pelas sacolas retornáveis nas idas ao supermercado, podem ser o início de uma grande mudança.

Além de produzir menos lixo, outra maneira de reduzir o impacto ambiental dos resíduos é separar e destinar corretamente para o tratamento e reaproveitamento.

Colaborar com a coleta seletiva deve ser o principal objetivo de todos os lares brasileiros. O primeiro passo é separar o lixo reciclável do orgânico. Restos de alimentos, cascas de frutas, sementes, etc. devem ser descartados em outro recipiente. Após a lavagem dos elementos, deixe secar. Depois disso, é importante seguir essas dicas:

Diminuir o tamanho de garrafas pet;
Embrulhar vidros quebrados;
Descartar cada lixo em sua devida cesta;
Sinalizar no saco de lixo qual é o descarte correto;
Garantir que todos da família e as pessoas que convivem com você também saibam sobre as cores e como descartar o lixo corretamente.

Nesse processo estão os 3 Rs da Sustentabilidade auxiliando nas mudanças de mentalidade para diminuir o impacto da produção de lixo na natureza.

#1 – Reduzir: é necessário reduzir a quantidade de lixo produzida. Deve-se também optar por produtos e materiais que sejam de maior durabilidade, que levam mais tempo para serem substituídos.

#2 – Reutilizar: nesse momento, voltar a atenção para com inteligência e criatividade prolongar a vida útil de materiais, utilizando-os de maneiras diferentes e contribuindo para que sejam descartados de maneira correta na natureza.

#3 – Reciclar: no último processo, tem-se a reciclagem. Uma ação de transformação de produtos antigos por novos produtos, auxiliando novas necessidades e protegendo o meio ambiente.

Em agosto de 2021 aconteceu o lançamento do Novo Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) do Passeio Pedra Branca. Idealizado pela consultora Flávia Vieira Guimarães Orofino, o Programa Pedra Branca Lixo Zero tem como foco garantir que os resíduos gerados pelas operações do Passeio sigam para os seus destinos adequados.

A gestão Lixo Zero reforça o compromisso do Passeio Pedra Branca com a Zero Waste International Alliance – com o objetivo de até 2022 promover a separação dos resíduos em recicláveis, orgânicos e rejeitos, encaminhando apenas 30% do total de resíduos sólidos gerados no Passeio Pedra Branca ao aterro sanitário.

A nova doca de armazenamento, inaugurada recentemente, faz parte do plano que define as responsabilidades de todos, desde a gestão do Passeio, comerciantes e seus funcionários, até prestadores de serviços para alcançar a meta de promover o desenvolvimento sustentável da região, a partir da geração, separação, acondicionamento, coleta, armazenamento, transporte e destinação final adequada aos resíduos gerados.

O programa foi planejado por etapas para que os padrões de conduta sejam incorporados a partir da inauguração da nova central de resíduos. Acompanhe:

Etapa 1 – Agosto/2021: com a inauguração da nova doca todas as operações que geram resíduos orgânicos separam, transportam e depositam nos contentores e bombonas indicadas para “resíduos orgânicos”;

Etapa 2 – Novembro/2021: os grandes geradores de resíduos orgânicos deverão separar e contratar empresa de coleta e tratamento (compostagem);

Etapa 3 – Março/2022: todos os geradores de resíduos orgânicos deverão separar e contratar coletivamente, através da gestão do Passeio Pedra Branca, empresa de coleta e tratamento (compostagem).

“Com o desenvolvimento de uma coleta sustentável do lixo gerado na Cidade Pedra Branca aumentamos as possibilidades de sempre melhorarmos nossa rotina e todas as áreas ligadas ao nosso propósito de vida e bem-estar”, revela Marcelo Gomes, presidente do Grupo Pedra Branca.

Website: http://www.cidadepedrabranca.com.br

Deixe o seu comentário