Porto Alegre, RS 28/5/2021 –

Unindo o apreço dos brasileiros pelo futebol, empreendedorismo e arte, Rodrigo Leães, arquiteto de 29 anos, transformou ilustrações de lances históricos do futebol em um projeto rentável

Há tempos o Brasil é reconhecido como o país do futebol. Com vitórias em cinco copas do mundo, o esporte faz parte da admiração de todo o povo: e uma pesquisa realizada pelo Ibope confirma isso. Para 77% dos brasileiros, o futebol é a maior paixão, tirando cerveja, carnaval, churrasco e praia do primeiro lugar.

A “febre” movimenta o assunto em todos os lugares – de rodas de conversa às redes sociais. De acordo com a Kantar Ibope Media, na Libertadores do ano de 2019, 6 a cada dez pessoas assistiram ao campeonato. Na final, contra o River Plate, a audiência foi de 80% da população. Além disso, o jogo causou alta repercussão, com mais de 12,3 milhões de posts únicos comentando a partida. 

Impacto no mercado

A YE revelou que, todos os anos, quase R$ 53 bilhões são movimentados na economia graças ao futebol. O valor representa 0,72% do PIB, Produto Interno Brasileiro. Segundo a CBF, Confederação Brasileira de Futebol, os clubes estimam, de fato, R$ 11 bilhões. O restante é somado indiretamente pelos eventos. 

Sendo assim, Rodrigo Leães, arquiteto de 29 anos, viu uma oportunidade diante do mercado aquecido. Unindo a paixão pelo futebol, empreendedorismo e arte, o arquiteto criou um projeto que produz ilustrações de lances históricos do futebol. No início, o intuito era apenas adquirir uma renda extra – mas o Lance Fut foi além. “Fazia ilustrações em quadros para presentear meus amigos. Percebi nesse tipo de enquadramento uma oportunidade, pois são fáceis de manusear”, explica Rodrigo sobre os quadros com base de madeira que recebem suas ilustrações. 

A inspiração para criação do projeto veio do criador da camisa canarinho da Seleção Brasileira, o gaúcho Aldyr Schlee. “Vi uma reportagem que falava sobre seu recente falecimento. Ele fazia desenhos de lances de gols quando era criança. A maioria dos jogos, na época, não eram televisionados, e essa era uma maneira de ilustrar o gol e eternizar o momento”, explica. 

Em 2018, Rodrigo fez o primeiro desenho, “A Defesa do Século”, que ilustrou a defesa do então goleiro do Grêmio Marcelo Grohe em jogo da Libertadores de 2017 contra o Barcelona de Guayaquil. Deste momento em diante, vários outros momentos foram ilustrados pelo arquiteto. 

“Antes que eu percebesse, as ilustrações foram reconhecidas entre amigos e até desconhecidos. Não demorou muito para começarem os pedidos de outros lances, como o gol do Gabiru no mundial do Inter em 2006”, compartilha Rodrigo.

Arte para todos

O Lance Fut vende quadros via e-commerce desde o ano de 2019. A empresa atende todo o Brasil. “Tem gente que nunca tinha comprado uma peça de arte e achou ali uma identificação para colocar um quadro na parede. É bastante satisfatório criar esse tipo de conexão, levando arte para outras esferas”, finaliza Rodrigo. 

Para 2021, o plano é expansão. A empresa, que já tem mais de 50 lances enquadrados – entre eles, o gol do Gabigol contra o river em 2019; a defesa do Rogério Ceni em 2005 e o gol do Paolo Guerrero no mundial de 2012,  tem estudado outros grandes lances com o objetivo de que sejam dispositivos de memória eternizando grandes momentos do futebol. Para saber mais, basta acessar: https://www.lancefut.com/

Website: https://www.lancefut.com/

Deixe o seu comentário