São Paulo/SP 30/4/2021 – Similar a sites de vendas, o consumidor precisa apenas escolher o que quer e colocar “no carrinho”.

Método utilizado no exterior, os cardápios QR Code se espalham pelos restaurantes do Brasil.

A pandemia de Covid-19 afetou todos os aspectos da vida, estimulando o uso de máscaras, álcool em gel e diversas medidas para diminuir o contato entre as pessoas. Isso fez com que um fenômeno, que estava chegando aos poucos ao Brasil, viesse com tudo: os cardápios digitais.

Usando apenas um aplicativo leitor de QR Code (Código de Resposta Rápida), o cliente tem acesso ao cardápio interativo do restaurante, fazendo seu pedido sem a ajuda de um garçom. Além de aposentar os longos cardápios de papel, que precisam ser atualizados com a mudança de preços e pratos, diminui-se o contato físico, uma opção mais segura para clientes e funcionários do estabelecimento.

A metodologia é simples: apontar a câmera do celular para o QR Code, que deve estar em lugar visível da mesa. A leitura do código redireciona o cliente para o cardápio interativo. Similar a sites de vendas, o consumidor precisa apenas escolher o que quer e colocar “no carrinho”. Em uma época em que é praticamente obrigatório ter um leitor de QR Code no celular, os dados estarem armazenados na nuvem facilitam a vida do usuário e da empresa.

Alguns serviços de cardápio QR Code utilizam o serviço “Smart Table” (Mesa Inteligente), na qual o pedido parte da mesa, direto para o garçom, cozinha e caixa. Com isso, o restaurante tem controle de quais mesas realizaram pedidos e estágio do preparo. Com o “smart table” o restaurante pode igualmente criar QR codes específicos para seus clientes regulares para delivery. O QR code fica num ímã na geladeira e o cliente ao ler o QR Code pode fazer o seu pedido diretamente ao restaurante quem saber quem esta fazendo o pedido.

Embora a implantação seja motivada pela pandemia, o diretor da empresa Menuino, Jean, conclui que “os cardápios digitais vieram para ficar”.

Website: https://menuino.com.br/

Deixe o seu comentário