São Paulo, SP 7/6/2021 –

De acordo com a IFC/COBRECOM, os eventos são exclusivos para seus clientes e possuem como objetivo explicar para os vendedores de lojas de materiais elétricos e de construção civil quais são as principais utilizações desse material

A Aplicação Correta do Cabo PP Flexicom 500 V é o tema dos três próximos Treinamentos Técnicos organizados pela IFC/COBRECOM, que é especializada na fabricação de fios e cabos elétricos de baixa tensão.

Dois eventos serão on-line e estão agendados para os próximos dias 15 e 28 de junho em clientes das cidades de Mogi Guaçu/SP e de Nova Mutum/MT, sendo que o palestrante será o Instrutor Técnico da IFC/COBRECOM, Paulo Sandrini, que também realizará um treinamento presencial sobre o tema no dia 15 de junho em um revendedor de São Paulo/SP.

“Uma das principais dúvidas dos profissionais envolvidos com a instalação elétrica é sobre a correta aplicação do Cabo PP, que nunca deve ser utilizado nas instalações elétricas fixas em canteiros de obras, hospitais e estandes de feiras, por exemplo. Por isso, desenvolvemos um treinamento técnico específico sobre o tema, que inclusive é um dos mais solicitados pelos nossos clientes lojistas de materiais elétricos e de construção civil”, ressalta Rodrigo Tanji, Supervisor de Marketing da IFC/COBRECOM.

Segundo o profissional, somente nos últimos dois meses foram realizados 21 desses eventos com os clientes da empresa, sendo 13 on-line e 8 gravados, e que tiveram a participação de 513 vendedores.

Vale lembrar que para solicitar os treinamentos técnicos da IFC/COBRECOM, os clientes da empresa devem enviar um e-mail para marketing@cobrecom.com.br, aos cuidados do Supervisor de Marketing da IFC/COBRECOM, Rodrigo Tanji.

Para a correta utilização do Cabo PP

De acordo com as especificações da IFC/COBRECOM, o produto é indicado apenas para uso como cabo de ligação de aparelhos eletrodomésticos (geladeiras, aspiradores de pó, lavadora de roupas, entre outros), extensões, máquinas e ferramentas elétricas portáteis, que requerem um cabo de alta flexibilidade e resistência à abrasão.

“A sua indicação de uso está restrita aos casos citados acima, na qual o cabo liga exclusivamente o aparelho à tomada e não foi feito para ser utilizado dentro de eletrodutos, bandejas, perfilados, etc., o que acontece nas instalações fixas de residências, edifícios em geral, shopping centers, indústrias, canteiros de obras, estandes de feiras, hospitais, entre outros”, explica o professor e renomado engenheiro eletricista Hilton Moreno, que também é Consultor Técnico da IFC/COBRECOM.

O profissional também esclarece que as características e propriedades físicas, químicas e mecânicas dos cabos PP são completamente diferentes das dos cabos recomendados para as instalações fixas.

“Além disso, por conta de sua norma técnica, o Cabo PP isolado para 500 V não possui propriedades antichama, que é uma característica exigida nos cabos mais comuns para uso geral nas instalações elétricas fixas”, alerta Moreno.

O Cabo PP Flexicom 500 V é produzido de acordo com a Norma ABNT NBR NM 247-5: 2009 – Cabos isolados com policloreto de vinila (PVC) para tensões nominais até 450/750 V.

Vale lembrar que a NBR 5410, que rege as instalações elétricas de baixa tensão, proíbe a utilização dos Cabos PP e de qualquer outro condutor elétrico produzido de acordo com NBR 13249 em qualquer instalação elétrica fixa.

Importante notar que a norma NBR 13249 mencionada na NBR 5410 foi cancelada após a publicação da NBR 5410 e foi substituída pela NBR NM 247-5.

“Para quem não está acostumado a lidar com materiais elétricos diariamente é muito fácil confundir os cabos PP isolados para 500 V com os cabos multipolares isolados para 1 kV indicados para a instalação fixa, pois eles são visualmente parecidos. Porém, os cabos utilizados para ligação de equipamentos são mais frágeis por terem resistência mecânica menor que os demais, o que pode resultar em danos mais frequentes na cobertura e isolação, aumentando assim as possibilidades de fugas de correntes, choques elétricos e incêndios”, conclui Moreno.

Mais sobre o Cabo PP Flexicom 500 V

Para tensões nominais até 500 V, o condutor é formado por fios de cobre nu, eletrolítico, têmpera mole, encordoamento classe 5 (flexível), as veias são isoladas com Policloreto de Vinila (PVC), tipo PVC/D para 70 °C torcidas entre si, formando o núcleo, a cobertura extrudada com Policloreto de Vinila (PVC) tipo ST 5.

Normas básicas aplicáveis: NBR NM-247-5 e NBR NM 280 da ABNT/Mercosul.

O Cabo PP Flexicom 500 V está disponível nas seguintes seções nominais: 2 x 0,5 mm²; 2 x 0,75 mm²; 2 x 1 mm²; 2 x 1,5 mm²; 2 x 2,5 mm²; 2 x 4 mm²; 2 x 6 mm²; 3 x 0,5 mm²; 3 x 0,75 mm²; 3 x 1 mm²; 3 x 1,5 mm²; 3 x 2,5 mm²; 3 x 4 mm²; 3 x 6 mm²; 4 x 1 mm²; 4 x 1,5 mm²; 4 x 2,5 mm²; 4 x 4 mm²; 4 x 6 mm².

A IFC/COBRECOM disponibiliza o produto em rolos de 100 m em Embalagem Plástica Termoencolhível.

Essas embalagens proporcionam mais praticidade para o trabalho do profissional e eliminam possíveis desperdícios com a sobra de materiais.

Além disso, a embalagem foi planejada de forma que os fios e cabos não embaracem quando puxados e também permite que em caso de sobras, o produto fique guardado de maneira organizada até o próximo uso, ou seja, evita possíveis desperdícios.

Isso é possível porque as embalagens são seladas automaticamente e têm em sua parte superior um picote, que mesmo depois de aberto permite que as sobras fiquem bem armazenadas no pacote.

IFC/COBRECOM: (11) 2118-3200 – 0800-7023163

Website: http://www.cobrecom.com.br

Deixe o seu comentário