São Paulo, SP 16/7/2021 – Os pequenos produtores ainda seguem céticos sobre o tema, devido aos custos e à incerteza de resultados.

A análise de solo é importante para acompanhar a qualidade da terra, nível de fertilidade e demais detalhes.

Pode-se dizer que a tecnologia aumentou a taxa de aproveitamento de lavouras e plantações em geral. Isso não se deve apenas aos fertilizantes e defensivos agrícolas que auxiliam o produtor rural.

Para acompanhar a qualidade da terra, nível de fertilidade e demais detalhes, é possível utilizar a análise de solo. Com a análise o agricultor pode escolher o melhor momento para plantar de acordo com as condições químicas e biológicas.

Além de prover plantas mais saudáveis e desenvolvidas, a importância análise solo também é interessante para manter a saúde da terra, oferecendo a ela os nutrientes ideais. Portanto, no texto abaixo do l!nk Blog Sítio Pema https://www.sitiopema.com.br/blog/ como fazer a análise de solo e a importância desse trabalho.

Por que analisar o solo de plantio?
A influência da ciência e tecnologia na agricultura é recente, de certa forma. Além disso, os pequenos produtores ainda seguem céticos sobre o tema, devido aos custos e à incerteza de resultados.

No entanto, as amostras trazidas por quem implementou a análise de solo fazem essa tendência mudar aos poucos. Isso porque a análise permite ao agricultor melhores resultados no plantio. Bem como a safra, a terra também se torna mais rentável, pois a análise demonstra pontos fracos que podem ser corrigidos da forma certa.

Ao final de todas essas etapas, os ganhos financeiros demonstram que a análise foi um investimento, que tornou o plantio mais lucrativo, principalmente para produtores de pequeno e médio porte.

A análise de solo também é l!nk importante para a agriculturahttps://www.sitiopema.com.br/importancia-solo-agricultura/, desempenha um papel fundamental na produtividade agrícola. Ademais, abaixo há a importância análise solo de tempos em tempos:

Avaliar fertilidade da terra;
Obter informações sobre nutrientes em abundância ou escassez naquele solo;
Aumentar o índice de aproveitamento da lavoura;
Melhorar os ganhos financeiros;
Manter a terra sempre fértil e saudável.

Como fazer análise solo
Entendendo a necessidade de análise de solo, o agricultor precisa agora saber como fazer o procedimento. De modo geral, é indicado que se busque laboratórios certificados pelo l!nk PAQLF https://www.embrapa.br/solos/paqlf (Programa de Análise de Qualidade de Laboratórios de Fertilidade), da Embrapa. Com isso, o produtor terá a garantia de uma avaliação qualificada.

O indicado por especialistas é que a análise seja feita ao menos uma vez ao ano, para manter um certo controle do terreno. No entanto, em áreas onde há mais de uma safra anual ou que sofrem com a falta de nutrientes, recomenda-se de duas a três análises por ano.

Ademais, vale lembrar também que existem dois tipos diferentes de análise: a análise biológica do solo e a análise química do solo. Em qualquer um destes tipos de avaliação do terreno há um modo de extrair a amostragem da terra. A Embrapa disponibiliza em seu site um pequeno manual com dicas importantes sobre como fazer análise solo.

Portanto, em seguida há o passo a passo para fazer a avaliação:

Fazer uma cova no formato de cunha, tendo entre 17 a 20 cm de profundidade;
Após isso, remover a terra da cova e a deixar de lado;
Em seguida, cortar uma fatia de terra com espessura de 2 a 5 cm;
Manter a fatia de terra sobre a pá e cortar em três partes, descartando as bordas. Colocar a porção central em um balde plástico limpo.
Laboratório de análises de solo
O produtor rural ter as ferramentas e o conhecimento necessários para fazer análise de solo por conta própria, é algo que não é muito comum. Sendo assim, a alternativa é buscar por laboratórios especializados.

No entanto, para além de buscar clínicas de análise do terreno, é preciso certificar-se da eficácia destas instituições. Como mencionado em tópicos anteriores, a Embrapa tem um catálogo de laboratórios que seguem as normas e padrões da empresa. Através desta l!nk lista https://www.embrapa.br/documents/1355219/44147165/Laborat%C3%B3rios+PAQLF+2019/76c55c8b-74ad-0b03-7054-83d49e95d30f é possível encontrar laboratórios em todo o Brasil.

Além de avaliar as condições de fertilidade do solo e as condições nutricionais, o laboratório faz também a análise biológica do solo e a análise química do solo.

Tipos de análise do solo
A análise química da terra é a mais tradicional de ser feita, pois avalia os nutrientes encontrados na amostra, bem como a fertilidade do terreno, o que demonstra as condições de plantio e as necessidades de adubagem.

Já a análise biológica foi desenvolvido recentemente pela Embrapa. O processo consiste na análise de duas enzimas (beta-glicosidase e arilsulfatase), as quais demonstram o potencial produtivo e a sustentabilidade do uso do solo. Sendo assim, se a terra indica altas quantidades destes bioindicadores, é sinal de que o manejo e o cultivo do são adequados e sustentáveis.

A partir disso, portanto, o produtor também pode certificar o uso de solo orgânico, que dá maior valor para as plantações, além de certificar que os frutos colhidos são orgânicos e produzidos em harmonia com o meio ambiente.

Website: https://www.sitiopema.com.br/blog/

Deixe o seu comentário