São Paulo 23/12/2021 –

Quais áreas de atuação que o profissional formado em biomedicina estética poderá encontrar no mercado? Os melhores investimentos para quem pretende achar as melhores oportunidades profissionais é a especialização na área, como cursos de pós-graduação que abrangem diferentes espaços profissionais.

O profissional formado em biomedicina possui um leque de atuações profissionais que pode optar por construir uma trajetória de carreira, sendo um deles a biomedicina estética, que vem ganhando espaço no mercado nos últimos anos.

A biomedicina estética é uma área de atuação em que o profissional se especializa em diferentes procedimentos estéticos, principalmente os que se destinam ao tratamento da derme e seus anexos. Ela também é responsável pelos tratamentos preventivos do envelhecimento fisiológico do organismo e disfunções estéticas faciais ou corporais, sempre se atentando para a saúde e bem-estar do paciente.

Áreas de atuação da Biomedicina estética

Após concluir a especialização em biomedicina estética o profissional estará apto a realizar os seguintes procedimentos:

1. Laserterapia;
2. Laser fracionado;
3. Carboxiterapia;
4. Intradermoterapia;
5. Radiofrequência estética;
6. Ultrassom focalizado;
7. Luz intensa pulsada e LED;
8. Procedimentos invasivos não cirúrgicos;
9. Classificação da pele;
10. Definição de tratamento;
11. Responsável técnico da clínica estética.

O biomédico estético também é habilitado para realizar procedimentos considerados invasivos, mas não cirúrgicos, como:

• Aplicação de toxina;
• Preenchimentos na derme;
• Microagulhamento;
• Procedimentos intradermatológicos;
• Aplicação de lasers e demais biotecnologias de alta potência, que auxiliam nos tratamentos estéticos.

Critérios de atuação na biomedicina estética

Após concluir a fase de graduação é recomendado que realize algum curso de pós-graduação na área, também como via de atualização dos mais recentes procedimentos criados para atuação. O curso deverá ter carga horária mínima de 360 horas, conforme regulamentado pelo Ministério da Educação (MEC), ou tenha certificado pela CAPES — Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior.

Além da qualificação que a formação oferece para atuar na biomedicina estética, a especialização promove ao profissional atualização das melhores práticas e procedimentos adotados no mercado, assim como tratamentos modernos de qualidade aos clientes, que procuram resultados inovadores e expressivos.A segunda vantagem em fazer uma especialização é o potencial de ampliação da rede de contatos que o profissional atua, facilitando construir conexões que o auxiliem a se posicionar no mercado.

A previsão no cenário profissional a nível nacional é de que pessoas com maior formação acadêmica tendem a ocupar cargos com projeção salarial superior aos que possuem apenas formação básica. A melhor aposta para se conseguir progresso financeiro e a satisfação pessoal é fazendo investimentos na própria formação.

Website: http://www.hsmed.com.br

Deixe o seu comentário