São Paulo 23/11/2021 –

Dias após o falecimento de Marília Mendonça, criminosos utilizaram dados do ex-namorado e pai do filho da cantora para aplicar golpe do WhatsApp. Prática de usar a foto de perfil para se passar pela vítima é comum, mas alguns pequenos cuidados podem reduzir essas tentativas

O cantor Murilo Huff foi mais uma das vítimas do golpe do WhatsApp, no qual bandidos se passam pela pessoa utilizando um novo número de celular com a foto de perfil da vítima. E, na maioria das vezes, começam a mandar mensagens para os contatos dizendo que teve algum problema na conta e, se o parente/amigo pode fazer a transferência, que vai diretamente para a conta do criminoso. Murilo fez até uma postagem nas redes sociais alertando que não se tratava dele:  “Atenção amigos, estão se passando por mim através desde número abaixo. Não sou eu”. Esses crimes acontecem muitas vezes em momentos de distrações em que a pessoa, na pressa, não percebe que está conversando com um criminoso, pois não repara que o número é diferente e que a forma de se comunicar está estranha. Então, acabam fazendo os pagamentos, imaginando que a vítima está realmente precisando da quantia.

Sylvia Bellio, especialista em infraestrutura de TI e CEO da itl.tech, comenta a importância de ficar atento nas conversas por aplicativo: “É importante sempre fazer as novas atualizações de privacidade e segurança que o aplicativo notifica e prestar muita atenção no tipo de comunicação, número de telefone e pedido inusitado que a pessoa do outro lado da tela está te fazendo”. Segundo a especialista, muitos ainda não sabem que com algumas dicas fáceis é possível reduzir o risco de levar um golpe, como por exemplo:

– “Habilite sua foto nas configurações do WhatsApp apenas para os seus contatos, assim, pessoas desconhecidas que não têm você na agenda, não vão ter acesso a imagem e nem conseguir salvar;

– “Sempre atualize as configuração de privacidade, e na aba ‘Segurança’ opte por ‘Mostrar notificações de segurança'”;

– “Deixe a confirmação em duas etapas ativada, pois caso tentem utilizar a sua conta você será notificado via e-mail, sms ou telefone de que tem alguém tentando invadir o seu aplicativo. Além disso, essa opção fornece uma senha para que seja informada toda vez que você for instalar o WhatsApp novamente”;

– “Não compartilhe o seu código PIN com nenhuma outra pessoa. Essa é a senha que deve ser informada por você durante a instalação do aplicativo em novos celulares”;

– “Defina uma senha para o seu WhatsApp, assim, toda vez que você for entrar nele, ela será solicitada, ou então, deixe a digital e o Face ID habilitado”;
 
– “Eles são muito ágeis, por isso, antes de confirmar as transações é muito importante conferir com atenção, ligar para o seu contato. Não caia no risco de confirmar automaticamente, principalmente se for alguém que não tem ou nunca teve o costume de pedir algum favor financeiro”, finaliza Bellio.

Deixe o seu comentário