São Paulo 22/6/2021 –

Os birôs gerenciadores do banco de dados do Cadastro Positivo já contabilizam a inclusão de informações financeiras de cerca de 100 milhões de consumidores e empresas

O banco de dados do Cadastro Positivo, que completa dois anos de vigência em julho próximo, já possui informações de cerca de 100 milhões de consumidores e empresas, um número que vai se expandir com a entrada dos dados das operadoras de telecomunicações, que já está ocorrendo, e das empresas de energia elétrica, saneamento e gás, que entrarão no futuro.  

Nesse período, o Cadastro Positivo confirma vários dos benefícios previstos em sua implementação. Entre eles sua capacidade de promover a inclusão financeira, a expansão do crédito, a competição no segmento e a redução na taxa de juros praticada em operações de crédito. 

O relatório “Análise dos Efeitos do Cadastro Positivo”, que o Banco Central enviou recentemente ao Congresso Nacional, constata, por exemplo, que novos tomadores de crédito com pontuação no Cadastro Positivo tiveram, em média, uma redução de 10,4% na taxa de juros cobrada no crédito pessoal excluindo consignado.

Outros dados como percentual de consumidores que melhoraram a nota de crédito e empresas que migraram para a faixa de menor risco para a tomada de crédito estão no infográfico desenvolvido pela Associação Nacional dos Bureaus de Crédito (ANBC). 

Deixe o seu comentário