Belo Horizonte, MG. 10/8/2021 – Segundo o CEO da GestãoClick, Ronei Marques, a pandemia acelerou o processo de vendas digitais profissionais no Brasil.

Sistema de ERPs vêm sendo mais buscados por microempreendedores desde o início da pandemia. Necessidade de controle de estoque e fluxo de caixa chamam a atenção.

Diante de um mercado em transformação por conta da COVID-19, os negócios locais precisaram se reinventar para continuar funcionando. Com isso, a alternativa foi transferir as lojas tradicionais, ambientadas no universo físico, para o universo digital.

Entretanto, muitos negócios de bairro perceberam que não estavam preparados para operar como o formato da internet pede nos últimos tempos. De acordo com uma pesquisa realizada pelo E-commerce Brasil, em 2020, apenas 10% das novas lojas tinham um sistema ERP capaz de controlar o estoque, mostrar o fluxo de caixa e otimizar a gestão do pequeno empreendedor. 

Inicialmente, essa barreira acabou fazendo com que muitos empreendedores iniciassem a jornada digital de maneira amadora, vendendo em redes sociais e sem demonstrar um profissionalismo adequado com as novas normas da Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD, por exemplo.

Segundo os dados do Google Trends, plataforma pública de pesquisas do Google, o crescimento para a busca de termos como “sistema de gestão” e “sistema ERP” cresceu mais de 20% apenas no último ano.

João Cortez, empreendedor de Santos/SP à frente de uma loja de roupas infantis, também se viu na necessidade de buscar uma solução como um software de gestão para conseguir fazer o controle ideal da loja nas vendas online. Até a pandemia, ele também não atuava com vendas digitais. 

“Com tudo fechado, a pandemia trouxe uma outra perspectiva de mercado. Percebi que tudo o que fazia com um caderninho na loja, não seria mais viável. Precisei buscar alternativas para fazer o controle e hoje, acredito que tenha sido uma das melhores coisas que consegui fazer pelo negócio, já que consigo gerenciar de forma simultânea minha loja física e a virtual”, disse.

Diante deste cenário, a empresa especializada em softwares de gestão GestãoClick, já estava se preparando para o crescimento contínuo dos negócios.

Segundo o CEO do negócio, Ronei Marques, a pandemia acelerou o processo de vendas digitais profissionais no Brasil. 

“A GestãoClick conseguiu se posicionar como uma das mais importantes plataformas de gestão para o pequeno empreendedor nos últimos anos. Então, conseguimos entender e enxergar as necessidades desse público. A busca de empreendedores do ramo de vestuário por um sistema de gestão, por exemplo, cresceu em torno de 19% em nossa empresa, mostrando o impacto da situação diante dos negócios”, comentou. 

Marques também disse que essa foi uma boa oportunidade para que as micro e pequenas empresas pudessem se profissionalizar. “Com um controle total da empresa nas mãos, a tomada de decisão se torna muito mais assertiva e profissional. O empreendedorismo do Brasil só tem a crescer com essa mudança de comportamento”, afirmou. 

O futuro das vendas digitais também é um ponto que chama a atenção. De acordo com a Smarthint, empresa especializada em e-commerces no Brasil, o e-commerce global deve atingir a marca de US$% 3,4 trilhões vendidos em 2025. 

Diante deste cenário, o empreendedor brasileiro que busca novas oportunidades e deseja se reinventar em um mercado com espaço de crescimento para aumentar a lucratividade, pode aproveitar para organizar a operação e construir uma base sólida desde o início utilizando este tipo de sistema para otimizar seu cotidiano no longo prazo. 

“Acreditamos que em um futuro próximo, quando falarmos sobre empreendedorismo, todos terão uma ideia de que um sistema de ERP é necessário para otimizar as operações. Estamos trabalhando forte para que esse futuro aconteça”, finalizou o CEO da GestãoClick. 

Website: https://gestaoclick.com.br/

Deixe o seu comentário