18/10/2021 –

A criolipólise é um método não invasivo que age na redução da gordura corporal através do congelamento controlado a vácuo, capaz de destruir as células de gordura e eliminar as gorduras que estão em seu interior. Ela é feita com o uso de um aparelho que promove uma espécie de sucção na pele e congela as células de gordura.

O mercado da estética não para de crescer. Nos últimos anos, o número de registros de microempreendedores individuais (MEIs) nessa área teve um incremento de 567%, passando de 72.309 para 482.455 em janeiro de 2016, segundo dados do Sebrae.

São inúmeros tratamentos fornecidos pelas clínicas de estética e, quando se trata de perder gordura localizada, é normal que as pessoas busquem algo milagroso. Dietas de diversos tipos, shakes de diversas qualidades e exercícios de vários segmentos. Porém, poucos tratamentos estéticos têm resultados tão bons em um tempo hábil como os feitos com aparelho de criolipólise, como o criodermis (https://www.hsmed.com.br/criodermis-aparelho-de-criolipolise-de-placas-medical-san). Aplicando corretamente a técnica do famoso ‘congelamento de gordura’, os resultados são bem interessantes – não é um milagre, mas é algo satisfatório para quem procura algo não invasivo e de curto prazo.

Diante da pressa com a proximidade de épocas como o verão, este curto prazo ainda fica menor. Mas, é sempre bom lembrar: a criolipólise não é indicada para casos de obesidade ou sobrepeso – é para a gordura localizada mesmo. E é nela que os aparelhos funcionam de forma eficaz e pontual, dando excelentes resultados. O paciente que se volta para o atendimento com aparelho de criolipólise deve estar devidamente instruído que este tratamento tem seu auge de resultado na gordura localizada e não é feito para emagrecer.

O congelamento de gordura

O aparelho de criolipólise funciona de uma forma prática e simples de entender. A técnica criada por pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, funciona de maneira a congelar as células de gordura, uma vez que elas são muito sensíveis a baixas temperaturas.

Isto funciona com o aparelho que se acomoda à região do corpo desejada para retirar a gordura. Ele emitirá a temperatura negativa que pode chegar a -7°C, congelando os adipócitos (células de gordura) que irão se desfazer e depois serão expelidas pelo corpo de forma natural. O tratamento pode deixar a região dolorida e, em alguns casos, alguns hematomas, porém, é tratável com analgésicos e cessa com o tempo.

O tempo do procedimento dura por região escolhida. Pode durar uma hora ou mais. O aparelho de criolipólise é seguro e se adequa às partes do corpo selecionadas, porém, não é indicado para o rosto – geralmente é utilizado no abdômen, nos quadris, braços, coxas ou tórax. Uma sessão de criolipólise pode retirar até 4 cm e 44% de gordura localizada e o intervalo entre uma sessão e outra é de, no mínimo, 2 meses.

Fazer um tratamento como este, por mais que não seja invasivo, requer confiança no profissional e no aparato. Hoje, um aparelho de criolipólise tem que ser confiável, ter registro na Anvisa e transmitir segurança, já que seu mau uso e má procedência pode levar a consequências graves na saúde do paciente. O profissional que irá realizar o tratamento também precisa estar habilitado e treinado.

Website: http://www.hsmed.com.br

Deixe o seu comentário