São Paulo,SP 19/8/2021 –

Muitas vezes há certas despesas que ficam longe dos olhos mas impactam no orçamento mensal.

Atingir o equilíbrio financeiro nas contas pessoais não é uma tarefa fácil, ainda mais para os mais jovens. No entanto, não é uma tarefa impossível que requer esforços extraordinários. Manter o orçamento em dia é algo desejável para qualquer pessoa, não importa a faixa etária ou a classe social. E o primeiro passo para conseguir alcançar um nível acima de educação financeira e manter o orçamento em dia é entender quais são os gastos a mais que estão comprometendo as receitas.

Existem vários sinais de que algo está errado no planejamento financeiro pessoal. Um deles é a falta recorrente de dinheiro para quitar as dívidas, por exemplo. Todo um planejamento foi traçado, os boletos foram somados, mas chegou na hora de fazer os pagamentos e faltou alguma coisa. Ou ainda pior: o dinheiro é suficiente apenas para pagar os boletos, ou seja, não sobra quase nada para as demais despesas mensais, inclusive despesas fundamentais como alimentação, aluguel, locomoção.

Se todo o orçamento está comprometido, mesmo a pessoa sendo engajada financeiramente e sempre buscando novas formas de poupar ou manter o orçamento em dia, é preciso rastrear os chamados gastos invisíveis.

Uma sensação muito comum entre as pessoas que perderam o controle das próprias finanças é não saber exatamente onde parte do dinheiro foi parar. Ora, todos os gastos foram traçados, algumas contas foram feitas, era para sobrar determinado valor, porém, no final sobrou menos do que o esperado.

O que são os gastos invisíveis?

Aquelas pequenas despesas do dia a dia, que parecem inofensivas para o equilíbrio financeiro, podem consumir uma boa fatia do orçamento ao longo do mês… Em geral, este tipo de gasto é caracterizado por não ter muita atenção por parte da pessoa. É comum não passar muito tempo pensando nesse consumo, assim como gasta-se tempo para entender o impacto de boletos e demais despesas importantes durante o mês.

Não dar atenção a esses valores pode ser um dos principais motivos que estão impedindo a pessoa de manter o orçamento em dia. Como são gastos, muitas vezes, pequenos, é bastante comum sequer notá-los ou levá-los em consideração. E é justamente essa falta de controle que resulta em problemas na hora de manter o orçamento em equilíbrio.

Alguns exemplos de gastos invisíveis que podem estar atrapalhando o orçamento são:

– Aplicativos de transporte ou delivery na hora de pedir comida, por exemplo;
– Anuidade do cartão de crédito;
– Pequenos gastos por impulso como lanches no dia a dia;
– Corridas de táxi ou por aplicativos;
– Serviços de streaming;
– Multas e juros por atraso de boletos.

A necessidade de manter o orçamento em dia

O orçamento financeiro equilibrado, sem surpresas, com gastos mapeados é algo essencial ao longo da vida de qualquer pessoa. E quanto mais cedo esse nível de educação financeira for alcançado, melhor. Não ter planejamento é uma armadilha, pois o caminho do desequilíbrio financeiro e problemas pessoais em decorrência do descontrole das finanças é um destino perigoso.

Manter o orçamento em dia significa ter uma vida mais tranquila, tanto na esfera financeira como pessoal. Ou seja, significa ter dinheiro suficiente para pagar as contas essenciais e ainda sim sobrar uma fatia para lazer. O orçamento controlado também permite que a pessoa seja capaz de poupar uma parte do dinheiro. Com isso, é possível guardar uma reserva financeira, por exemplo, algo que pode elevar o padrão de vida no médio e longo prazo e prevenir cenários adversos.

Comunidade financeira

O Bullla é uma fintech que opera com empréstimo entre pessoas, com um serviço transparente, 100% online taxas de juros diferenciadas e condições de pagamento que podem ser negociadas diretamente com quem está emprestando o dinheiro.

Quem paga em dia no Bullla pode conseguir empréstimos futuros com taxas de juros reduzidas.

Mais informações em https://www.bullla.com.br/.

Website: https://www.bullla.com.br/

Deixe o seu comentário