São Paulo, SP 6/8/2021 – Mapa que conta a história das Grandes Navegações de 1340 a 1600 é reproduzido em poucos segundos na impressora da Koenig & Bauer

Projeto de valorização da arte milenar da cartografia imprime uma obra de arte que levou mais de 300 horas para ser desenhada em poucos segundos usando impressora de alta performance

A Koenig & Bauer Brasil, a mais antiga fabricante de sistemas de impressão do mundo, irá doar o mapa “The Age of Discovery” – uma obra de arte que levou mais de 300 horas para ser desenhada pelo artista Francisco Stein – para a Biblioteca Walter Wey, Centro de Documentação e Memória, da Pinacoteca de São Paulo; para 58 bibliotecas dos CEUs (Centro Educacional Unificado) da cidade de São Paulo; e para oito instituições dos municípios de Suzano (SP) e Sorocaba (SP).

Em conjunto com a Emibra, gráfica parceira desse projeto, foram impressos 2 mil mapas que contam a história das Grandes Navegações entre o período de 1340 a 1600.

O diretor geral da Koenig & Bauer Brasil, Paulo Faria, relembra como nasceu o projeto que, entre vários aspectos, pode ser uma ferramenta diferenciada de educação. “Navegando em uma rede social acabei assistindo o vídeo do Francisco Stein sobre essa arte quase esquecida. Rapidamente fiz uma conexão com o trabalho que desenvolvemos na Koenig & Bauer, uma companhia que tem a tradição de imprimir mapas há mais de 200 anos. Passou um filme na minha cabeça, lembrei-me da transição das artes gráficas para a indústria gráfica e vi neste projeto a possibilidade de resgatar e valorizar a importância do artista e do meio impresso”, recorda.

“É uma arte que leva de 300 a 600 horas para ficar pronta. Do outro lado, reproduzimos de maneira fidedigna 20 mil impressões em uma hora com nossas máquinas. É a velocidade e a tecnologia das impressoras Koenig & Bauer a favor da arte e da história”, diz Faria.

A era da indústria 4.0 chegou definitivamente no mercado gráfico, mas o artista não pode ser esquecido. “Parei para pensar na importância da cartografia na vida das pessoas atualmente, que passaram a ter um hobby antigo com a impossibilidade de viajar por causa da pandemia. Muitos voltaram a colecionar mapas e marcar com pins lugares onde querem visitar”, observa Faria.

A Emibra, localizada em Suzano – SP, atua há mais de 47 anos no ramo gráfico por meio da produção de embalagens em papel cartão e será a responsável pela impressão dos mapas. “Recebemos o convite, entendemos o belíssimo trabalho do artista na produção de mapas artesanais que contam décadas de história e não poderíamos ficar de fora deste evento. Fizemos questão de envolver instituições da nossa cidade, com a doação desse material para a Biblioteca Municipal de Suzano e para as ONGs que apoiamos”, conta Danilo Braghiroli, CEO da Emibra.

E o artista, peça-chave na criação dos mapas, comemora o reconhecimento. “Estou muito feliz, afinal ter um mapa impresso por uma máquina da Koenig & Bauer é motivo de orgulho e honra. A iniciativa certamente abrirá caminhos especialmente na área da educação”, acredita Francisco Stein.

A empresa Suzano Papel e Celulose doou o papel que será utilizado para a impressão dos mapas.

O “The Age of Discovery”, assinado por Francisco Stein, é uma reprodução de um mapa de 1911 sobre as Grandes Navegações e sobre este momento histórico, intitulado pelo artista como “Primeira Globalização”.
Retrata, por meio de contornos, acidentes geográficos, figuras, desenhos e escritas a história dos principais navegadores na época das Descobertas.

Website: http://www.koenig-bauer.com.br

Deixe o seu comentário