Juazeiro do Norte, CE 3/2/2021 –

Usado em paredes e forros, material gera seis vezes menos resíduos do que a alvenaria

Diversos estudos apontam para a construção civil como uma das atividades que mais utilizam recursos naturais e, o pior, que mais geram resíduos. Por exemplo, de acordo com Vahan Agopyan, professor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), a construção civil é responsável pelo consumo de 40% a 75% da matéria-prima produzida no planeta. Essa situação se agrava em países como o Brasil, onde ainda predominam os métodos construtivos tradicionais. Em contrapartida, não faltam opções locais mais sustentáveis, caso do drywall usado para dar forma a paredes e forros.

As chapas de drywall, material também conhecido como gesso acartonado, fazem parte do método conhecido como construção a seco. Trata-se do sistema que menos impactos causa ao meio ambiente, pois, em primeiro lugar, gera uma quantidade de resíduos muito pequena.

“Trabalhar com drywall significa recorrer a um método industrializado de construção. Ou seja, antes de a obra começar, você sabe exatamente quanto material vai consumir. Assim, o desperdício é mínimo. Fora que o entulho gerado é composto por aparas de chapas e de perfis de aço, ambos 100% recicláveis”, detalha Pricila Correali, diretora comercial da Trevo Drywall, fabricante de chapas de drywall e fornecedora de materiais auxiliares para construção a seco.

Na ponta do lápis, os resíduos produzidos durante a instalação de drywall correspondem a 5% do seu peso, número seis vezes inferior ao observado em obras em que se utiliza alvenaria. Vale a pena ressaltar também que a construção a seco, como o próprio nome indica, consome mínimas quantidades de água.

“Ano após ano, temos notado um aumento da preocupação dos construtores com a adequação ambiental dos materiais usados em suas obras. Outro agente relevante é o comprador do imóvel, sobretudo das gerações mais novas, que costuma pautar as suas ações levando em conta a proteção ao meio ambiente”, comenta Pricila, lembrando que certificações internacionais de sustentabilidade na construção, caso da LEED, estão em alta. “Hoje já é mais vantajoso para as construtoras trabalharem com materiais e tecnologias que diminuem o impacto ambiental”, conclui a diretora comercial da Trevo Drywall.

Website: http://www.trevodrywall.com.br

Deixe o seu comentário