O Grupo Cortel, que atua na administração de cemitérios e serviços funerários, avança no processo de modernização da sua governança corporativa ao nomear pela primeira vez um conselheiro profissional (não membro da família controladora) para o cargo de presidente do Conselho de Administração da companhia. O escolhido para a posição é Carlos Alberto Vargas Rossi, que já integrava desde novembro de 2020 o conselho de administração do Cortel como membro externo.

Rossi assume a posição de José Elias Flores Júnior, que permanecerá como membro do conselho, como parte da estratégia de modernizar a gestão e o processo de governança. “Parte das minhas atribuições como presidente do Conselho de Administração estava voltada para a modernização da governança corporativa do Grupo, que teve como marco a entrada, há quase dois anos, de Carlos Rossi como membro externo do Conselho,” afirma Júnior, que seguirá integrando o conselho de administração do Grupo Cortel, compartilhando experiência de 30 anos dedicados à companhia, a serem completados em 2023, ano que o Grupo Cortel chega aos 60 anos.

Para o CEO do Grupo Cortel, Rafael Azevedo, a mudança segue em linha com o processo de aprimoramento da gestão profissionalizada da governança corporativa do Grupo Cortel, que tem como foco ampliar a geração de valor para a empresa diante dos seus profissionais e stakeholders envolvidos no negócio. “Após um ano e meio como membro do Conselho, Rossi apenas comprovou sua capacidade de liderança e de conduzir processos de gestão empresarial, por isso estamos empolgados com essa nova fase e desejamos ao Rossi toda a sorte e sucesso nesta nova posição”, afirma Azevedo.

Com mais de 32 anos de experiência como consultor estratégico e conselheiro profissional de empresas, Carlos Alberto Vargas Rossi é certificado pelo Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC). Autor de dezenas de artigos publicados em revistas científicas de Administração no Brasil, USA e Europa, foi até 2017 professor Titular e pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Segundo Rossi, a entrada como presidente do conselho de administração do Grupo Cortel será pautada pela busca de contribuir com a geração de valor para a companhia. “A minha chegada no Grupo Cortel se deu a partir de um processo de gestão estratégica para ajudar a empresa a definir seus rumos, a governar seu futuro. E desde o início tive uma compreensão muito clara da necessidade de modernização, e do foco na geração de valor para o negócio, sem esquecer de onde a empresa vem e do legado do fundador, José Elias Flores”, afirma Rossi.

O Grupo Cortel administra operações integradas no setor de death care, consolida desde a gestão de ativos imobiliários (cemitérios) até serviços ligados aos cuidados com a morte. A empresa possui empreendimentos no Brasil com presença no Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás e Amazonas.

Sem categoria